Veja os 5 elementos externos que atuam na desvalorização do imóvel

elementos de desvalorização de imóvel

Tamanho, estrutura, espaço na garagem, conservação e até o tipo de decoração são pontos internos que consideramos na hora de escolher um imóvel. Porém, é necessário analisar também os elementos externos, como a segurança do bairro, localização e a vizinhança, pois esses fatores podem influenciar diretamente na desvalorização do imóvel.

Enquanto fatores como a cor e a estrutura interna da casa estão sob o domínio do morador, outros pontos como barulho da vizinhança e a distância até o comércio mais próximo atuam diretamente na desvalorização do imóvel. Para você não marcar bobeira na hora de adquirir um imóvel, a gente te dá algumas dicas de fatores externos que podem desvalorizar o investimento.

Vizinhança

É importante conhecer o bairro antes de realizar a compra de um imóvel. Bairros com forte presença de bares e casas noturnas desvalorizam o imóvel pela incidência de barulho, principalmente em horário noturno.

As igrejas ao redor também podem ser um fator de desvalorização. Independente do cunho religioso, elas proporcionam grande aglomeração de pessoas, o que pode resultar em barulho e trânsito na localidade. O mesmo vale para centros de treinamento e estádios de futebol.

Localização

Já imaginou ter que dirigir por trinta minutos toda vez que precisar de algo do mercado? A falta de acessibilidade é outro fator de desvalorização do imóvel. A localização da propriedade determina diretamente no valor do mesmo e quando situado em ruas tranquilas, asfaltadas e perto de comércios, hospitais e meios de transporte, o imóvel tende a ser mais valorizado.

Proximidade a aeroportos e rodovias

Apesar de existir a vantagem de ter fácil acesso ao transporte, ter um imóvel próximo a aeroportos, rodovias e vias férreas traz o excesso de poluição sonora e constantes preocupações quanto ao pó de asfalto, vazamentos de gás, zumbidos do tráfego, entre outros. A má qualidade do ar próxima a essas localizações, somada a poluição sonora também são fatores de desvalorização do imóvel.

Segurança

Uma das prioridades na escolha de um imóvel é a segurança do bairro onde ele está situado. Se o bairro é conhecido pela violência, incidência de roubos ou por ser ponto de tráfico de drogas, ele irá, automaticamente, depreciar a propriedade.

Casas em rodovias, próximas às comunidades, em lugares de difícil acesso para atravessar e com incidência de acidentes também atuam na desvalorização do imóvel.

Distrito escolar

Mesmo que os proprietários não tenham filhos, as escolas são elementos que podem influenciar diretamente na valorização do imóvel. Isso porque, escolas com maiores desempenhos tendem a ter uma vizinhança mais tranquila.

No caso de pessoas com filhos em idade escolar, o distrito escolar se torna umas das prioridades, normalmente eles buscam viver ao redor de escolar com boa reputação. Além disso, casas próximas a escolas de baixo desempenho podem ser vítimas de depreciação.

Lei da oferta e da procura

Não poderíamos deixar de citar que essa lei influencia diretamente nos preços dos imóveis. Por exemplo, se um bairro é valorizado e tem muita procura, claramente o valor dos imóveis tende a aumentar. Bairros como o Lourdes e a Savassi, por exemplo, que tem poucos terrenos disponíveis e não tem mais para onde crescer, tendem a se valorizar cada vez mais, pois tem uma procura grande e uma oferta também grande. Da mesma forma, um bairro mais recente ou mais afastado, com muitos terrenos e unidades disponíveis, terá que baixar seu preço devido à concorrência interna, já que sua procura será menor que a oferta.

Existem ainda outros elementos que podem influenciar na desvalorização do imóvel, como o lote onde ele está localizado, ruas íngremes, com deformações ou de difícil acesso, calçadas mal planejadas e pontos de ônibus ou de táxis localizados exatamente em frente ao imóvel.


Fonte: Valore Imóveis

Comentários